17 de set de 2010

INCONSTÂNCIA.

Maria esvaziava-se e se enchia.
Quando se esvaziava, de dentro dela podia-se ouvir o estalo do Big-bang.
Quando se enchia, ouvia-se o nado do peixinho dourado.
Maria era vazante e miguante.
E até o tempo dizia:
Mais Maria. Menos, Maria.
No desfiar do rosário, Maria não era ninguém.
Ave, Maria!